Museum of Migration and Communities

Museu das Migrações e Comunidades

O Museu das Migrações e Comunidades foi criado em 12/07/2001 por decisão da Câmara Municipal de Fafe, como plataforma virtual, com a designação de Museu das Emigrações e Comunidades. Seu principal fundador e divulgador foi o pesquisador Dr. Miguel Monteiro, profundo conhecedor de “Fafe dos Brasileiros” e também contou com o apoio científico da professora Maria Beatriz Rocha Trindade, nossa maior especialista no tema migração. Com o desenvolvimento das suas atividades e o estabelecimento de uma vasta rede de contactos, surgiu a necessidade de avançar na implementação da realização física do Museu, prevista desde o início. A concepção do projecto museológico do agora denominado Museu das Migrações e Comunidades é da autoria do museólogo Doutor Fernando António Baptista Pereira e foi aprovado pelo CMF em 2008.

O Museu da Emigração e das Comunidades, Fafe, Portugal, desempenha um papel de líder dans ce international réseau des musées des migrations, in raison non seulement de l'importance historique des migrations pour le Portugal et d'échanges concrets avec nos partenaires brésiliens et français notamment, more aussi du dynamisme propre à ce musée. (...). " (Paul de Guchteneire, Carine Rouah: UNE SCO-IOM; Rede de Museus de Migração) " Vários dos nossos contactos indicaram que o Museu da Emigração de Fafe é um dos melhores nesta área. (...) e foi precisamente Brian Lambkin, presidente da AEMI, uma das pessoas que mais recomendou que estudássemos o caso de Fafe " "O contributo da experiência de Fafe foi decisivo no momento de propor um modelo para o Museu da Emigração do Vasca."
Andoni Martín Arce, President, Gobierno Vasco.